Em Foco Elizabeth Valeiko

  • ARENITO

Elizabeth Valeiko porque contratar um arquiteto?  Contratar um arquiteto não é um custo e sim um investimento, nossos projetos são elaborados com criatividade, otimizando espaços, custos e principalmente atendendo as necessidades funcionais de cada ambiente, sempre com a preocupação com as condições econômicas do cliente. Como você enxerga o mercado hoje com tantas mudanças, design interiores x decorador x arquitetos  Mudanças são sempre bem-vindas, creio que nos ajuda a buscarmos por mais conhecimento e aperfeiçoamento, vejo de uma maneira positiva, pois entendo que temos mercado para todos, desde que cada um respeite seu espaço e não esquecendo que a atribuição legal e a responsabilidade civil do decorador e do designer são distinta a do arquiteto. Qual a tua formação?  Essa pergunta simples é de uma complexidade imensa, o que nos forma? Não é somente a faculdade ou nossas pós graduações, o que nos formam são os desafios de cada projeto, o sonho de cada cliente, o tempo e o resultado! Sou arquiteta e urbanista, pós-graduada MBA em Gestão de obras e Projetos. Como vc se descreve em duas linhas? Mulher guerreira, de muita fé, determinada, sincera e amiga para qualquer hora, acredito no amor e que o sucesso é uma consequência de tudo que construímos. Hoje sou assim, amanha quero ser muito melhor. O que e mais importante num projeto? Um bom projeto tem que ter e ser “a cara” do cliente, da família, da empresa, ele deve expressar o que cada espaço é, o seu DNA, a sua essência. Unir a preocupação estética com as melhores soluções técnicas e funcionais, no caso de um projeto residencial, valorizar o que o cliente já possui procurar escutar a história do que ele tem em casa e não sair condenando tudo, projetar com tudo novo é muito bom e bem mais fácil mas o importante e entender a leitura de tudo que existe naquele espaço e de uma forma harmoniosa encontrar seu lugar. Qual sua experiência mais marcante com algum cliente ou trabalho? O trabalho mais marcante não foi o que ganhei dinheiro, mas foi sem duvida o que mais apreendi e cresci, foi um grande aprendizado, fazer os ambientes da nova sede GACC, tive a oportunidade de sentir algo que não se compra, amor, gratidão, abraços….como e bom dar um abraço e receber, que incrível sentir isso de uma criança que no olhar do homem deveria ser a mais infeliz e ela mesma cega, nos transmiti uma alegria imensa.  Quem são as tuas referências? O arquiteto precisa ter uma bagagem, a referência é nosso start para o trabalho, pode vir da arte, da natureza e de um profissional, a arquiteta Zaha Mohammad Hadid, iraquiana, com estilo desconstrutivista, é uma referencia, admiro sua forma e ousadia em projetar, todos seus projetos tem um movimento singular. Gosto muito do design Philippe Starck, aqui no Brasil tem o arquiteto Roberto Migotto, Luiz Fernando Redó, Fernanda marques e meus colegas de profissão Elisabeth Nerling, Milena Bonfim, Marco Araujo, Anete Perrone, enfim o mercado esta repleto de bons profissionais, cabe o cliente se identificar e confiar no seu arquiteto. O que vc considera bom gosto em um projeto? Espaços e ambientes que consigam imprimir a personalidade do cliente, respeitando a funcionalidade, conforto e iluminação. Dou um imenso valor para o verde, meus projetos são sempre contemplado com plantas, paredes vivas e vasos. Qual sua fonte de evolução profissional? A fonte sempre é o novo projeto, seja ele residencial, comercial ou coorporativo, cada cliente, expressando suas necessidades e sonhos contribuíram para minha evolução profissional, e continuo evoluindo buscando sempre o melhor para meu escritório. O que é mais importante para vc na finalização de um projeto ? Sou muito detalhista, acabamento faz toda a diferença, e o mais importante atender as expectativas de meu cliente em relação a estética e principalmente ao conforto e funcionalidade de cada espaço.  O que é icônico na arquitetura mundialmente falando? Torre Rotativa em Dubai, Emirados Árabes Unidos, projeto do arquiteto italiano David Fisher, a arquitetura e a engenharia fizeram uma combinação inacreditável, me fascina o movimento desse projeto e sua funcionalidade, onde podemos ver o por do sol e o nascer do sol, edifício de 80 andares.

 

Sem comentários

    Assine nossa Newsletter

    Assine nossa Newsletter

    Receba conteúdos exclusivos.

    Obrigado!

    Vamos conversar